sábado, 19 de outubro de 2013

PROJETO “MÁGICA X CIÊNCIA”

O GRANDE TRUQUE



Título Original: The Prestige 
Gênero: Suspense
Duração: 128 min. 
Ano: EUA/Inglaterra - 2006
Distribuidora: Buena Vista Pictures/Warner Bros. 
Direção: Christopher Nolan

Roteiro: Jonathan Nolan e Christopher Nolan
Produção: Christopher Nolan, Aaron Ryder e Emma Thomas 
Fotografia: Wally Pfister 
Música: David Julyan

A mágica é arte de fazer a platéia crer em algo que mesmo sem explicação lógica acontece diante dos olhos de todos, com soluções físicas e científicas, esses ilusionistas, fazem desde um coelho aparecer em uma cartola até prédios desaparecerem, eles te enganam sem dó nem piedade.
O diretor Christopher O Grande Truque é um filme feito por Christopher Nolan. Um diretor que teve como filme comercial de estréia, que lhe rendeu vários prêmios, “Amnésia” e apresenta a peculiaridade de iniciar seus filmes com flash-backs ou com cenas do final da história. Característica presente no filme a ser abordado nesse artigo. Nolan ainda atua como roteirista em alguns dos seus filmes. Nolan, em seu “O Grande Truque”, não faz um filme sobre mágicos, e sim uma mágica em forma de filme.
No filme, dois mágicos rivais, Alfred Borden (Christian Bale) e Robert Angier (Hugh Jackman) travam uma luta para apresentar o melhor truque, enquanto o primeiro conta com perspicácia e inteligência, o outro ataca com charme e simpatia, juntos seriam os mágicos perfeitos, separados, os piores inimigos.
A história vai sendo contada de um modo totalmente picotado, Borden lê o diário de Angier que por sua vez estava lendo o diário do outro, parece complicado, mas é uma aula de roteiro, direção e edição, em nenhum momento você se perde diante da história e a cada cena vai recebendo mais uma peça do grande quebra-cabeça que é o filme, e pode se preparar para uma enxurrada de reviravoltas e surpresas.
Nolan enche o filme de dicas, tanto no passado quanto no presente, tudo muito bem costurado e com um porque de estar ali, valendo com certeza uma segunda visita ao cinema. E é com essas dicas que o diretor consegue fazer a mágica do filme, ele vai te enganando cada vez mais e mais, até você descobrir que, ao mesmo tempo ele estava jogando toda a verdade na sua cara, ele desvia sua atenção para um lado e troca a moeda de mão, como um belo mágico. Uma dica, o truque do passarinho e o mágico chinês não estão lá por acaso.
O roteiro não perde o ritmo em nenhum momento, e se mostra sem furos e explicações tiradas da cortola, além de conseguir desenvolver muito bem todos personagens da trama, não se preocupando em criar o vilão e o bonzinho (coisa que em alguns momentos você até se pergunta), e sim em criar todo um clima para o clímax do filme, que do mesmo jeito que em um número de mágica tem que te deixar de queixo caído, e deixa.   
            O filme lançado em 2006 se passa no ano de 1897, no final do século XIX e inicio do século XX época de descobertas e do positivismo. Alfred apresenta um truque espetacular; Robert fica obcecado em descobrir qual o segredo no truque do rival. Dessa forma o filme vai se desenvolvendo no meio de vários espetáculos de mágica. O cineasta conduz o filme com cuidado mostrando a trama e os personagens levando o espectador a pensar e a refletir mesmo sem ter um tempo sequencial. O filme mescla cenas de passado e do presente sem aviso e com narrações de vários personagens.

Clique aqui e faça download da resenha completa.

O filme "O grande truque" está em cartaz no canal TNT, com próxima exibição prevista para o dia 21/10/13 as 0:30. Veja a programação clicando no logo ao lado.






Assista o Documentário sobre Nikola Tesla



Assista o Ilusionista


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Bee Movie - A história de uma abelha.


Barry B. Benson formou-se recentemente e sonha com um emprego na Honex, onde poderá produzir mel. Desta forma ele se aventura fora da colméia, onde descobre um mundo até então inteiramente desconhecido. É quando conhece Vanessa Bloome , uma alegre florista de Manhattan com quem quebra as regras das abelhas e passa a conversar regularmente. Logo eles se tornam amigos, o que faz com que Barry conheça melhor os humanos. Porém Barry descobre que qualquer pessoa pode comprar mel nos supermercados, o que o deixa profundamente irritado por considerar que estão roubando a produção das abelhas. É quando ele decide processar os humanos, na intenção de corrigir esta injustiça. 
Essa atitude mexe com a natureza do planeta, pois ao parar de produzir mel, as abelhas pararam de fazer a polinização das flores, deixando o mundo cinza e sem vida. O filme passa uma mensagem de que vivemos em uma cadeia, e que todos são importantes para a vida na Terra.
Mas o que é exatamente a polinização? De uma forma bem direta, a polinização é o transporte de grãos de pólen de uma flor para outra, ou para o seu próprio estigma. É através deste processo que as flores se reproduzem.
A transferência de pólen pode ocorrer de duas maneiras: através do auxílio de seres vivos, como abelhas, borboletas, besouros, morcegos, aves, que transportam o pólen de uma flor para outra, ou por fatores ambientais (através do vento ou da água).

Além destas duas maneiras, há também a auto-polinização, ou seja, a flor recebe seu próprio pólen. Contudo, há casos em que ela o rejeita; nestas situações, ocorrerá a troca de genes com outras flores, o que resultará em uma variação da espécie.
Entretanto, algumas espécies utilizam-se de seu próprio pólen objetivando produzir sementes e garantir a estabilidade de sua população (aqui não ocorrerá a variação, pois não haverá mistura de genes).
Existem algumas espécies, como as Gimnospermas (nesse grupo incluem-se plantas como pinheiros, as sequóias e os ciprestes), onde, na maioria das vezes, a polinização é através do vento. Acredita-se que isso seja em decorrência da forma de evolução desta espécie, quando não podiam contar com insetos especializados na coleta de pólen, como as abelhas. Devido a isto, esta espécie possui uma pobre variação morfológica em suas estruturas reprodutivas.
Como pode ser notada, a beleza e a enorme variedade de flores existentes na natureza somente é possível graças à população de insetos coletores de pólen, como as abelhas, borboletas, mariposas, aves e mamíferos.
Obviamente, o filme traz exageros...dentre eles, o fato de atrelar o fato das plantas flores murcharem à ausência de polinização das abelhas. Todavia, sabemos que o que mantem uma planta viva são seus órgãos reprodutivos (caule, raiz e folha) e, assim, a planta em si não será comprometida


terça-feira, 1 de outubro de 2013

Resenha do Documentário " Super Size Me"

PROJETO "TALKING ABOUT JUNK FOOD"

O filme começa mostrando fatos e dados sobre o crescente aumento da obesidade na América. 37% das crianças e adolescentes americanos são obesos e 2 em cada 3 adultos estão acima do peso. A Organização Mundial da Saúde declarou a obesidade como uma epidemia global. Nos estados unidos, dentre as causas de mortes evitáveis, a obesidade só perde para o tabagismo.

Algumas adolescentes chegaram a processar o McDonalds, mas o juiz indefiriu o pedido de idenização, alegando que o processo seria procedentes apenas se o McDonalds obrigasse uma pessoa a fazer todas suas refeições lá, o que seria extremamente arriscado. Então, Morgan Spurlock anuncia sua decisão de passar um mês se alimentando exclusivamente de produtos vendidos em lojas doMcDonald´s. Ele determinou para si mesmo algumas regras:

1- Sem opções: ele só poderia consumir o que viesse das lojas (incluindo a água);


2 -Só consumir as porções super size quando fossem oferecidas (e ele não as poderia recusar);


3 - Sem desculpas: ele deveria comer cada item do cardápio ao menos uma vez.


Antes de começar a maratona, ele visitou três médicos (um cardiologista, um gastro enterologista e um clínico geral) e uma nutricionista,que o monitorariam periodicamente durante o mês da experiência, e fez um check-up completo. Seu peso era normal, sua saúde boa, e todos os profissionais concordaram que a idéia era uma estupidez completa. O estilo de vida americano, incluindo a dificuldade de se fazer as refeições em casa, fazem que 40% das refeições dos americanos sejam feitas fora de casa (1 em cada 4 americanos visitam um restaurante fast-food por dia. O McDonald's representa 43% deste mercado). Existem lojas McDonald´s até em um hospital.


O documentário mostra como a comida fast-food pode viciar, como uma droga (O McDonald´s chama as pessoas que consomem muito de seus alimentos de Usuários Pesados); mostra os muitos problemas sérios de saúde que podem ser causados pela obesidade (hipertensão, doença coronariana, diabetes adulto, derrame, doença na bexiga etc.


Durante o documentário, Morgan entrevista diversas pessoas e colhe diversas opiniões inclusive daqueles que se dizem viciados no McMenu. Dentre as pessoas ouvidas por Morgan, estão os seus especialista (clínico geral, gastrologista, cardiologista e nutricionista). Sua nutricionista, por exemplo, ficou boquiaberta de como Morgan ganhou "peso" rapidamente. Ela chegou a comentar que sempre que uma pessoa ganha ou perde 10% de sua massa corpórea ocorre consideráveis mudanças acerca de sua pressão sanguínea.


Geograficamente, Morgan explorou bastante os Estados unidos, mostrando um pouquinho da realidade de cada estado, em especial o como a população lida com as junk foods. Na região metropolitana de Nova Iorque, segundo Morgan há 4 lojas do McDonalds por quilômetro quadrado, mas em contrapartida o Novaiorquino anda muito, em média 6 quilômetros por dia. Já no estado do Texas, segundo Morgan, estão as 25 cidades mais "gordas" do mundo e as cidades de Houston e Detroit vem disputando acirradamente o topo da lista. Nas escolas americanas também foi verificado que as Junk Foods são excessivamente utilizadas como alimentação da maioria dos alunos. Segundo Morgan, é na hora do lanche que as escolas fecham seus olhos prefirindo acreditar, por exemplo, que o aluno que comprou apenas "fritas" trouxe almoço de casa e aquele outro que comprou muito lanche vai dividir com o colega.


Segundo a perspectiva de Morgan, o poder público também se isenta de responsabilidades quando o assunto é alimentação, uma vez que em diversas escolas públicas norte americanas verificou-se que 90% dos alimentos servidos na refeição de seus alunos são processados, ou seja, são alimentos enlatados e ricos em conservantes e carboidratos refinados que são ricos em energia e pobres em nutrientes. Entretanto, houve exceções tais como rarissimas escolas que optaram por servir qualidade aos seus alunos, investindo em alimentos frescos e naturais, cujo resultados benéficos foram amplamente ressaltados pela equipe gestora dessas escolas.


Durante o experimento, ofereceram a Morgan 9 vezes o tamanho gigante, sendo que 5 delas foi no estado do Texa. Desse modo, um mês depois, Morgan estava 11 quilos mais "gordo", com disfunção hepática, com sintomas de depressão, seu nível de ácido úrico subiu às alturas. O seu condicionamento físico que fora elogiado nos exames que antecederam o experimento ficou péssimo, uma vez que ele combinou que não andaria mais que o americano médio consumidor de Big Macs anda por dia. Como ele reduziu sua atividade fisica quase a zero, nos dias finais do documentário era evidente o esforço sofrido ao subir simples escadas, também eram notáveis as palpitações e calafrios em pequenas caminhadas. No que tange ao seu desempenho sexual, logo na primeira semana já ficou evidente o quanto esse modo de alimentas o comprometia. Ficou evidente que essa alimentação que aumentou consideravelmente o seu colesterol também despencou sua libido.


Ele levou um mês desintoxicando o organismo (com a ajuda da namorada, uma chef vegetariana, que criou uma dieta desintoxicante para ele), e mais 9 meses para retornar ao peso anterior (84 kg). Agora as refeições desintoxicantes preparadas pela namorada de Morgan parecem muito mais atraentes que os inúmeros big macs, milk-shakes, mac chickens, quarteirões e fritas mostrados no filme.


Mais informações...


Clique aqui e assista o filme no youtube.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

EXERCÍCIOS: LIGAÇÕES QUÍMICAS!!!

ATENÇÃO  ALUNOS!!!!

Clique aqui e faça o Download dos exercícios que devem ser feitos e mostrados em seus cadernos até dia 13/08/2013!!!



BOA TAREFA!! 

domingo, 16 de junho de 2013

terça-feira, 28 de maio de 2013

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA TABELA PERIÓDICA COMPLETA

TABELA PERIÓDICA COMPLETA



            MAS POR QUE ORGANIZAR MESMO?

video

ENTÃO...
VENHA, VENHA E CONHEÇA OS ELEMENTOS!!!!

video




LINK PARA DOWNLOAD 

POR DENTRO DA RADIOATIVIDADE

A RADIOATIVIDADE 




A radioatividade ( também chamado de radiatividade) é um fenômeno natural ou artificial, pelo qual algumas substâncias ou corpos ou objetos, formados por átomos altamente instáveis e de grande poder de desintegração, chamados radioativos, são capazes de emitir radiações as quais têm a propriedade de impressionar placas fotográficas, ionizar gases, produzir fluorescência, atravessar corpos opacos à luz ordinária, etc. As radiações emitidas pelas substâncias radioativas são principalmente partículas alfa, partículas beta e raios gama. A radioatividade é uma forma de energia nuclear, usada em medicina (radioterapia), e consiste no fato de alguns átomos como os do urânio, rádio e tório serem “instáveis”, perdendo constantemente partículas alfa, beta e gama (raios-X). O urânio, por exemplo, tem 92 prótons, porém através dos séculos vai perdendo-os na forma de radiações, até terminar em chumbo, com 82 prótons estáveis.


APLICAÇÕES DA RADIOATIVIDADE


Apesar dos efeitos nocivos à saúde, a radioatividade está presente em muitas áreas. Muitas pessoas fazem a associação da radioatividade com apenas coisas negativas como bombas atômicas ou armas nucleares, mas a energia nuclear é mais do que isso. Conheça algumas aplicações benéficas da radioatividade: 



Medicina 


Vários isótopos radioativos são usados na medicina. Um exemplo é quando vamos fazer uma cintilografia com o intuito de verificar as condições de nossos órgãos internos, e introduzimos no organismo uma pequena quantidade de material radioativo. Os isótopos que apresentam essa característica são denominados radiotraçadores, eles possuem a proprieadade de se acumularem em um determinado órgão. 

Assim, o radiologista poderá determinar o nível e a localização das radiações emitidas pelos isótopos após o paciente receber uma dose de material radioativo. As radiações beta (β) ou gama (γ) incidem sobre filmes fotográficos, e refletem imagens do órgão que se pretende estudar. 

Agricultura e alimentação 

Muitos alimentos frescos (carnes, peixes, mariscos, etc.), não podem passar por métodos convencionais de eliminação de bactérias como a pausterização térmica. Sendo assim, para impedir o crescimento de agentes produtores da deterioração, esses alimentos são submetidos a radiações que destroem fungos e bactérias.



Industria



É utilizada no controle de produção, no controle do desgaste de materiais, na determinação de vazamentos em canalizações e oleodutos, em radiografias de tubos, lajes, entre outros, para detectar trincas, falhas ou corrosões, etc.

 ACIDENTES ENVOLVENDO A RADIOATIVIDADE




Os 10 Piores acidentes nucleares

Fonte: http://noticias.uol.com.br/internacional/listas/top-10-os-maiores-acidentes-nucleares.jhtm


  • Chernobyl, 26 de abril de 1986

    Chernobyl, 26 de abril de 1986
    O reator número 4 da usina soviética de Chernobyl, na Ucrânia, explodiu durante um teste de segurança, causando a maior catástrofe nuclear civil da história e deixando mais de 25 mil mortos, segundo estimativas oficiais. O acidente recebeu a classificação de nível máxima, 7. O combustível nuclear queimou durante 10 dias, jogando na atmosfera radionuclídeos de uma intensidade equivalente a mais de 200 bombas atômicas iguais à que caiu em Hiroshima. Três quartos da Europa foram contaminados.
  • EUA, 28 de março de 1979

    EUA, 28 de março de 1979
    Em Three Mile Island (Pensilvânia), uma falha humana impediu o resfriamento normal de um reator, cujo centro começou a derreter. Os dejetos radioativos provocaram uma enorme contaminação no interior do recinto de confinamento, destruindo 70% do núcleo do reator. Um dia depois do acidente, um grupo de ecologistas mediu a radioatividade em volta da usina. Sua intensidade era oito vezes maior que a letal. Cerca de 140 mil pessoas foram evacuadas das proximidades do local. O acidente foi classificado no nível 5 da escala internacional de eventos nucleares (INES), que vai de 0 a 7.
  • Japão, 12 de março de 2011

    Japão, 12 de março de 2011
    O terremoto de 9 pontos da Escala Richter que atingiu o Japão em 11 de março, causou estragos na usina nuclear Daiichi, em Fukushima, cerca de 250 quilômetros ao norte de Tóquio. Explosões em três dos seis reatores da usina deixaram escapar radiação em níveis que se aproximam do preocupante, segundo as autoridades japonesas.O acidente foi classificado no nível 5 da escala internacional de eventos nucleares (INES) pelas autoridades japonesas.
  • EUA, agosto de 1979

    EUA, agosto de 1979

    Um vazamento de urânio em uma instalação nuclear secreta perto de Erwin (Tennessee) contaminou cerca de mil pessoas.
  • Japão, janeiro-março de 1981

    Japão, janeiro-março de 1981

    Quatro vazamentos radioativos na usina nuclear de Tsuruga, uma cidade na província de Fukui, a 300 quilômetros de Tóquio, deixaram 278 pessoas contaminadas por radiação.
  • Rússia, abril de 1993

    Rússia, abril de 1993
    Uma explosão na usina de reprocessamento de combustível irradiado em Tomsk-7, cidade secreta da Sibéria Ocidental, provocou a formação de uma nuvem e a projeção de matérias radioativas. O número de vítimas é desconhecido. A cidade, hoje chamada de Seversk, é fechada e só pode ser visitada a convite. Possui diversos reatores nucleares e indústrias químicas para separação, enriquecimento e reprocessamento de urânio e plutônio.
  • Japão, março de 1997

    Japão, março de 1997
    A usina experimental de reprocessamento de Tokai (nordeste de Tóquio) foi parcialmente paralisada depois de um incêndio e de uma explosão que contaminou 37 pessoas, em um acidente ocorrido no dia 11 de março de 1997.
  • Japão, setembro de 1999

    Japão, setembro de 1999
    A mesma usina voltou a ser palco de um novo acidente nuclear em 30 de setembro de 1999, devido a erro humano, provocando a morte de dois técnicos. Mais de 600 pessoas, funcionários e habitantes dos arredores, foram expostos à radiação e cerca de 320 mil pessoas foram evacuadas. Os dois técnicos haviam provocado uma reação nuclear descontrolada, Ao utilizar uma quantidade de urânio muito superior à prevista durante o processo de fabricação.
  • Japão, 9 de agosto de 2004

    Japão, 9 de agosto de 2004
    Na usina nuclear de Mihama, a 320 quilômetros a oeste de Tóquio, um vapor não radioativo vazou por um encanamento que se rompeu em seguida, ao que parece, por uma grande corrosão, provocando a morte de cinco funcionários por queimaduras.
  • 10º

    França, 23 de julho de 2008

    França, 23 de julho de 2008
    Durante uma operação de manutenção realizada em um dos reatores da usina nuclear de Tricastin, no sul da França, substâncias radioativas vazaram, contaminando muito levemente uma centena de empregados. Segundo autoridades francesas, as substâncias chegaram a atingir dois rios próximos ao local. Autoridades chegaram a proibir o consumo de água e a prática de pesca e esportes nos rios.

Um pouco mais sobre o acidente de Chernobyl






video

O Caso Césio 137
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Acidente_radiol%C3%B3gico_de_Goi%C3%A2nia

acidente radiológico de Goiânia, amplamente conhecido como acidente com o Césio-137, foi um grave episódio de contaminação por radioatividade ocorrido no Brasil. A contaminação teve início em 13 de setembro de 1987, quando um aparelho utilizado em radioterapias foi encontrado dentro de uma clínica abandonada, no Setor Central de Goiânia, no estado de Goiás. Foi classificado como nível 5 na Escala Internacional de Acidentes Nucleares.
O instrumento foi encontrado por catadores de um ferro velho do local, que entenderam tratar-se de sucata. Foi desmontado e repassado para terceiros, gerando um rastro de contaminação, o qual afetou seriamente a saúde de centenas de pessoas. O acidente com Césio-137 foi o maior acidente radioativo do Brasil e o maior do mundo ocorrido fora das usinas nucleares.

video

Ataque Nuclear de Hiroshima e Nagasaki
                           
    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bombardeamentos_de_Hiroshima_e_Nagasaki

No final da Segunda Guerra MundialHiroshima e Nagasaki, duas importantes cidades Japonesas, sobreram um ataque com bombas nucleares. Os EUA, por meio da ação militar da Força Aérea, sob ordens do presidente norte-americano Harry S. Truman, bombardearam as duas cidades japonesas nos dias 6 e 9 de agosto de 1945.
Little Boy
Em Hiroshima foi jogada a bomba atômica “Little Boy” e, três dias depois, a bomba “Fat Man” em Nagasaki. Até os dias de hoje, as duas bombas foram as únicas armas nucleares utilizadas de fato numa guerra. Estima-se que cerca de 140.000 pessoas morreram em Hiroshima e 80.000 em Nagasaki, além das mortes ocorridas posteriormente aos ataques em decorrência da exposição radioativa.
A maioria dos mortos era composta por civis, mulheres, idosos e crianças, pessoas que não estavam combatendo na guerra. As bombas atômicas forçaram a rendição das tropas do Império do Japão em 15 de agosto de 1945, em 2 de setembro do mesmo ano foi assinado o armistício oficial e o fim da II Guerra Mundial.
As bombas foram resultado do Projeto Manhattan, um trabalho planejado pelos EUA em parceria  com o Reino Unido e o Canadá. O propósito inicial era ter uma bomba contra a Alemanha Nazista.
O primeiro dispositivo nuclear foi testado em 16 de julho de 1945, em Los Alamos, estado no Novo México. A escolha de Hiroshima e Nagasaki foi feita a partir de análises e interesses militares, essas duas cidades japonesas eram regiões mais avançadas industrialmente no Japão.
Inicialmente, além de Hiroshima e Nagasaki, as cidades de Kyoto e Kokura também foram referidas como possíveis alvos. O Conselho de Alvos (Target Committee) buscou uma região que não fosse militar.
A cidade de Kyoto foi excluída por ser habitadas por intelectuais e pela sua importância cultural e religiosa. No fim da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha e Itália (aliados do Japão) já haviam se rendido, Japão estava prestes a se render, mas como ainda apresentava resistências, os EUA resolveram antecipar o final da guerra pelo uso das duas bombas atômicas e mostrar seu forte poderio militar.

Hiroshima

A bomba “Little Boy” possuia 60 kg de urânio, ao ser jogada, detonou a 576 metros de altura. Levou 43 segundos para cair, e automaticamente, os gatilhos de tempo e barométrico acionaram o detonador que disparou um projétil de urânio que iniciou uma reação em cadeia.

Nagasaki

A bomba “Fat Man” era composta de plutônio, iria ser lançada sobre a cidade de Kokura, mas devido a falta de visibilidade, o avião mudou a trajetória rumo a Nagasaki. Por falta de combustível e baixa visibilidade sobre Nagasaki, o avião jogou a bomba no alvo errado, em meio de um vale. A bomba explodiu a 600 metros de altura no intuito de maximizar os danos: destruição de edifícios, onda de calor, detritos e forte radiação.
video


Desastre em Fukushima

video

Usina Nuclear no Brasil

video

Reflexão Necessária

video


segunda-feira, 4 de março de 2013

TEORIA ATÔMICA

Alunos das 8ªSéries !!!!
Pegue aqui a Apresentação usada para nossa aula sobre TEORIA ATOMICA